Qual a diferença entre lipoaspiração e lipoescultura?

Lipoaspiração

Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Lipoaspiração e lipoescultura, afinal qual a diferença entre os dois?

Embora a remoção do excesso de gordura seja a plástica mais comum no Brasil, de acordo com a Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica, muitas pessoas têm dúvidas sobre qual é a diferença entre lipoaspiração e lipoescultura.

Os dois nomes são parecidos e ambas as técnicas são iguais até determinado momento, mas as indicações e os resultados dessas cirurgias são diferentes. Vamos saber mais sobre este assunto?

O que é a Lipoaspiração?

A lipoaspiração consiste em um procedimento cirúrgico, no qual são utilizadas cânulas metálicas conectadas a um aspirador, de forma que a gordura presente no tecido subcutâneo (camada abaixo da pele), seja removida por aspiração.

Na lipoaspiração, a gordura é retirada de determinadas partes do corpo
Na lipoaspiração, a gordura é retirada de determinadas partes do corpo

Qual é o objetivo da lipoaspiração?

A lipoaspiração tem como objetivo a remoção da gordura localizada, que muitas vezes é difícil de se eliminar, mesmo em pacientes que fazem atividades físicas regulares, e possuem uma dieta equilibrada, melhorando o contorno corporal.

Como é feita a lipoaspiração?

Como é um procedimento cirúrgico, deve sempre ser realizado em ambiente hospitalar.

O procedimento é feito com pequenas incisões na pele, e também com o auxílio de uma fina cânula metálica.

O cirurgião plástico injeta uma solução de soro fisiológico com anestésicos em toda a camada de gordura que deseja aspirar. Essa solução facilita a remoção da gordura, além de proporcionar anestesia local e diminuir sangramentos.

Em seguida, utilizando novamente cânulas metálicas que possuem aberturas na sua ponta e conectando-as a um aparelho de aspiração, o cirurgião suga a gordura.

Quais regiões podem ser feitas a lipoaspiração?

Praticamente todas as regiões do corpo podem ter sua gordura aspirada.

Os locais mais frequentes são dorso, abdômen, cintura, culotes, braços, coxas e joelhos, porém, é sempre importante ressaltar que o volume máximo de gordura considerado seguro de se aspirar em uma mesma cirurgia, corresponde a 7% do peso do paciente.

Este é um valor aproximado, e não se aplica a todos os casos, por isso é muito importante realizar a avaliação da sua condição corporal e de saúde, antes do procedimento cirúrgico. Se for retirado quantidades superiores, isso pode trazer sério risco a sua saúde. Se a quantidade de gordura for muito grande, é melhor optar por aspirações complementares em outros momentos.

O que é a lipoescultura?

A lipoescultura envolve a combinação das técnicas de lipoaspiração e lipoenxertia.

A lipoenxertia usa a gordura em excesso removida de alguma outra região do corpo através da lipoaspiração da própria paciente, para “esculpir” o corpo, de modo a preencher, aumentar e modelar as estruturas flácidas, depressões ou áreas com pouco tecido adiposo.

Uma vez aspirada a gordura, esta é decantada ou centrifugada e, em seguida, injetada (enxertada) em determinadas áreas do corpo com o objetivo de obter volume e contorno, como aumentar os glúteos ou corrigir sulcos na face.

A lipoaspiração/lipoescultura também pode ser associada a outros procedimentos, seja complementando uma abdominoplastia ou de forma isolada a uma mamoplastia ou rinoplastia, por exemplo.

Assim sendo, e ao contrário da lipoaspiração, esta não é uma cirurgia utilizada para a perda de peso, mas apenas para melhorar o contorno corporal, sendo indicada, por exemplo, para quem deseja retirar gordura de um local que não responde a um plano de treinos e alimentação adequado.

Na lipoescultura, a gordura retirada é colocada em outras partes para dar volume e contorno
Na lipoescultura, a gordura retirada é colocada em outras partes para dar volume e contorno

Como é feita a cirurgia de lipoescultura

A lipoescultura é feita com anestesia local, que é infiltrada na região onde vai ser removida a gordura em excesso.

No entanto, também pode ser feita uma anestesia peridural, especialmente no caso de lipoaspiração do abdômen e coxas ou, apenas sedação, no caso de braços ou queixo, por exemplo.

Após o paciente estar anestesiado, o cirurgião:

  1. Marca a pele, para identificar o local onde vai retirar a gordura;
  2. Introduz anestesia e soro na pele, através de pequenos buraquinhos para evitar o sangramento e a dor, e facilitar a saída da gordura;
  3. Aspira a gordura em excesso que se encontra por baixo da pele com um tubo fino;
  4. Separa a gordura do sangue num aparelho especial para centrifugar os líquidos;
  5. Introduz a gordura no novo local que deseja aumentar ou modelar.

Assim, na lipoescultura, a gordura em excesso é retirada e depois pode ser aproveitada para ser introduzida num novo local do corpo onde existe falta dela, como face, lábios, panturrilhas ou bumbum.

Quais exames são necessários antes da cirurgia?

No pré-operatório são solicitados exames de sangue gerais (hemograma, glicemia de jejum, coagulograma, função renal), raio-x de tórax, eletrocardiograma e ultrassom de parede abdominal para pesquisa de hérnias abdominais.

Exames complementares ou mesmo avaliação clínica/cardiológica podem ser necessárias dependendo da saúde geral de cada paciente.

Como é o pós-operatório?

O pós-operatório das duas cirurgias é muito semelhante.

Tanto a lipoaspiração quanto a lipoescultura demandam alguns cuidados no pós-operatório, e eles são bastante parecidos para as duas cirurgias. Pode haver certo nível de desconforto e algumas dores, que são aliviados com o uso de analgésicos simples.

O tempo médio de internação é de 24 horas e o afastamento do trabalho é cerca de 14 dias, dependendo da quantidade de regiões aspiradas e da realização de outras cirurgias associadas.

É comum o inchaço em função da cirurgia, sendo recomendado o uso de cinta elástica e a realização de drenagem linfática para uma recuperação mais rápida.

Equimoses (áreas arroxeadas na pele) também são frequentes e desaparecem com o tempo.

Analgésicos e antibióticos são prescritos por cerca de 7 dias.

Como não há grandes cicatrizes (apenas pequenas incisões no dorso, lombar, umbigo, etc), os pontos costumam cicatrizar rapidamente e são retirados em torno de uma semana.

Contraindicação para lipoaspiração/lipoescultura

Patologias prévias, como doenças cardíacas, alterações pulmonares, diabetes, hipertensão arterial, anemias, entre outras, não controladas, tornam o procedimento arriscado.

No caso específico do diabetes descontrolado, pode afetar o processo de cicatrização. Essa patologia pode levar a obstrução parcial ou total dos vasos, o que prejudica a oxigenação tecidual e, consequentemente, a formação de colágeno e fibras elásticas.

Ainda sabe-se que a maioria do pacientes diabéticos são portadores de doenças arteriais, tendo maior chance de desenvolver necrose tecidual.

De forma geral, quem não deve ser submetido à lipoescultura são pacientes que estejam pensando nesse procedimento como medida emagrecedora.

Alterações psicológicas, como depressão ou algum dimorfismo corporal, como, por exemplo, a anorexia, também contraindicam a lipoescultura.

O que você achou dessa publicação?

Você também pode gostar

Abdominoplastia: cirurgia de abdômen
Cirurgia Plástica

Abdominoplastia: cirurgia de abdômen

A abdominoplastia não pode ser considerada como um tratamento à obesidade ou uma alternativa para substituir uma alimentação balanceada e a prática de exercícios físicos. Candidatos à abdominoplastia devem ser saudáveis e relativamente em forma, tanto mulheres, quanto homens.
Vamos ver nessa matéria, muitas informações sobre este procedimento cirúrgico.
Clica que está muito exclarecedora.

Leia mais »
Micropigmentação de sobrancelhas: maquiagem definitiva
Estética

Micropigmentação de sobrancelha: como é feita?

A micropigmentação de sobrancelha é um método de preenchimento que faz sucesso não apenas pela correção de falhas, mas também pela aparência natural que oferece aos fios. Porém, antes de iniciar qualquer procedimento, é necessário conhecer as diferentes técnicas e mais alguns detalhes que parecem simples, mas são fundamentais para que o resultado seja satisfatório.
Veja nessa matéria tudo o que você precisa saber para não ficar mais com dúvidas sobre a micropigmentação das sobrancelhas.

Leia mais »